logo

FALSA COMUNICAÇÃO

Após investigação, mulher confessa que inventou denúncia de racismo em Cáceres


Por Redação Popular Online/Folhamax

img

Uma suposta agressão por racismo praticada contra mulher no município de Cáceres (228 km a oeste de Cuiabá) foi esclarecida pela Polícia Civil, nesta quarta-feira (02.06), após com base evidências levantadas, a vítima confessar que inventou os fatos.
 

As investigações conduzidas pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres iniciaram após a suposta vítima acionar o Movimento das Mulheres Negras do município, no dia 17 de maio, comunicando ter sofrido uma agressão enquanto transitava em uma rua da cidade.
 

Segundo a mulher, dois homens e uma mulher a agrediram com socos, mordidas e chegaram a cortar o seu cabelo. Devido à gravidade dos fatos, os investigadores da DEDM imediatamente iniciaram as investigações em busca dos autores, observando com cautela as imagens registradas pelas câmeras de segurança instaladas no trajeto indicado pela vítima.
 

Com base nas imagens, foi possível verificar que a suposta vítima aparece sozinha no local onde disse ter ocorrido as agressões e se esconde por aproximadamente dois minutos em uma região de mata. Diante das evidências, a mulher foi intimada para comparecer à delegacia para ser ouvida e diante das provas levantadas confessou que inventou os fatos.


Segundo a delegada titular da DEDM de Cáceres, Judá Marcondes, a vítima alegou que vem sofrendo fortes abalos emocionais e por isso criou a situação e agora, responderá por falsa comunicação de crime. “Foi uma investigação difícil, em que tivemos muita cobrança da sociedade, e os policiais dedicaram dias para elucidar os fatos, analisando imagens, refazendo o percurso da vítima, com croquis e oitivas. É alerta à população para cuidar de sua saúde mental neste momento de pandemia em que a humanidade atravessa”, disse a delegada.


POLÍCIA

Homem é preso acusado de explorar menor sexualmente em Jauru

Um homem procurado pela Justiça foi preso pela Polícia Civil, no final da tarde de quarta-feira (16.06), no município de Jauru (425 km a oeste de Cuiabá), em ação para cumprimento de mandado judicial. O suspeito de 39 anos estava com a prisão decretada em processo criminal de executivo de pena, pelo juízo da Comarca local, por crime previsto no artigo...


CASO DENNILA

Suspeito de assassinar jovem de 19 anos é preso no aeroporto em Várzea Grande

Homem de 24 anos não teria aceitado o término do relacionamento à distância que mantinha com a vítima.


AGRICULTURA FAMILIAR

Pequenos produtores representam 75% dos associados do Sicredi nas regiões Centro-Oeste e Norte

Para esse público, a instituição financeira cooperativa oferece soluções financeiras, consultoria, orientação e ferramentas para que os produtores produzam mais e melhor

Ver mais

O que é Urgente, não pode esperar! Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba alertas de notícias.