logo

RIO BRANCO

Veiculo de ex-prefeito foi apreendido e esposa de ex-secretário também é alvo da operação da PF


Por RD News

img

Operação Esquema Novo em prefeitura. (Foto: Reprodução)

Operação conjunta entre o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) de Cáceres, Polícia Federal e Promotoria de Justiça de Rio Branco resultou na apreensão de dois veículos, sendo um Honda Civic e uma Eco Sport, em Rio Branco, após a deflagração da operação Esquema Novo, na manhã desta segunda (15).


De acordo com informações do Gaeco, os mandados foram cumpridos em uma revendedora de veículos em Rio Branco e nas residências do ex-prefeito da gestão anterior Antonio Xavier de Araujo, o Totonho. Também foi alvo da apreensão a esposa de um ex-secretário de Finanças, que já é falecido.


As investigações apontam para um suposto esquema de desvio de recursos do município com a utilização de “laranjas” e que mais da metade dos valores inicialmente contratados com a prefeitura para execução de obras no município eram repassados da empresa contratante para contas pessoais de servidores públicos municipais.


O esquema criminoso contaria ainda com aditamentos contratuais objetivando aumentar o valor final da obra. A investigação aponta indícios de autoria e materialidade dos crimes de responsabilidade, de corrupção passiva ativa.


O RD News entrou em contato com ex-prefeito Totonho, mas não conseguiu retorno. O espaço segue aberto para manifestação do investigado.


FRENTE FRIA

Temperaturas devem cair em MT a partir de amanhã; Araputanga poderá marcar 14°C na próxima terça-feira

O alerta do Inmet é de perigo potencial, bem como para risco à saúde, ainda que baixo.


INDIAVAÍ

Ex-vereador Donizete Afonso morre vítima de infarto em Indiavaí

O ex-parlamentar teve uma carreira política significativa no município, atuando como vereador por mais de oito anos.


CASO CARAPIA

Acusado de matar técnico em enfermagem em Araputanga é condenado a mais de 21 anos de prisão

Foi realizado na terça-feira (21) o julgamento de Zulmiro Ribeiro Lopes Junior, conhecido como “Zulmiro Negão”, que resultou na sua condenação a 21 anos e 10 meses de prisão por envolvimento na morte do técnico em enfermagem Joseilton Santos Carapia, 47 anos. Conforme informações, a sentença foi lida em plenário na conclusão do julgamento realizado no Fórum Desembargador João Luís da...

Ver mais

O que é Urgente, não pode esperar! Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba alertas de notícias.