Figueirópolis D'Oeste
figg 1
Aumento seria de trezentos por cento e foi rejeitado pelos vereadores
 

Na ultima sessão do ano de 2017, ocorrida em dezembro e através de sessão extraordinária, os vereadores de Figueirópolis D´Oeste rejeitaram o projeto de Lei enviado pelo Poder Executivo atualizando os valores da planta genérica do município e consequentemente aumentado o valor do imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

Conforme  informações, o Projeto de Lei 39/2017 se fosse aprovado os imóveis em alguns casos teria um aumento de aproximadamente  300% em seus valores principalmente na área central da cidade.  

O agravante conforme verificado no portal da transparência do município é que para elaborar e atualizar a planta genérica e chegar aos valores à Prefeitura contratou através do contrato 032/2017. CLIQUE AQUI e veja contrato a empresa RLZ informática Ltda pelo valor de R$ 90.000,00(noventa mil reais).

A reprovação por unanimidade mostrou que o prefeito esta mal articulado ou realmente esse projeto seria prejudicial à população. No município o questionamento é sobre o prejuízo com a contratação da referida empresa para elaboração da planta genérica, pois o município ficou no prejuízo, pois se gastou um valor alto desfalcando os cofres públicos e não se obteve o resultado esperado. Enquanto isso a população reclama da falta de medicamentos no posto de saúde e buracos tomam conta da cidade.

Entramos em contato com o  prefeito que informou que sua assessoria estará emitindo uma nota de esclarecimento sobre o assunto.