Figueirópolis D'Oeste
contas imagem site

Após denúncias de plágio Prefeitura irá contratar empresa para elaboração e realização de novo Processo Seletivo Simplificado.

Através de procedimento administrativo, com dispensa de licitação nº 004/2018, a Prefeitura Municipal de Figueirópolis D’Oeste, objetiva contratar empresa para a elaboração e realização de Procedente Seletivo Simplificado para compor o quadro de servidores conforme publicado no Diário Oficial Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE/MT).

Conforme o Extrato de Ratificação, a contratação poderá ser feita até o dia 31 de maio de 2.018 pelo valor total de R$ 15,5 mil (quinze mil e quinhentos reais).

A Prefeitura Municipal, por meio do edital complementar 007/2018, anulou o Processo Seletivo nº 003/2018 realizado no último dia 28/01, depois de denúncia de suspeita de plágio recebida e divulgada pela redação Popular Online (link).

diario oficial ratificação fig

Das trinta questões da prova de ensino médio aplicada no Processo Seletivo, 50% (cinquenta por cento) foram plagiadas, ou seja, quinze questões foram usadas do concurso público da Câmara Municipal de Cáceres, Edital 01/2015. 

O presidente da Comissão Organizadora do Seletivo, Felipe Marques de Aquino apontou a suspeita do crime de plágio para uma empresa, que segundo ele foi contratada e paga pela Prefeitura Municipal.

Ouça: 


A denúncia será investigada pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MP/MT), através da Promotoria de Justiça de Jauru, para que a empresa contratada e paga, conforme informou Felipe Marques possa ser responsabilizada pelo possível crime cometido.

Além da anulação do Seletivo por suspeita de plágio, a Prefeitura fez a devolução de recurso do convênio para a construção da UBS (Unidade Básica de Saúde) no valor de R$ 81.600,00 (oitenta e um mil e seiscentos reais). Questionado sobre as irregularidades e outras deficiências administrativas de seu Governo, o prefeito Eduardo Flausino Vilela disse que nada tinha a declarar.

Ouça:


Para o vereador Fagner Luiz dos Santos, o município de Figueirópolis D'Oeste teve seu nome manchado pelo ato de plágio praticado na elaboração de provas de Seletivo realizado e anulado pela Prefeitura.

Foto: Reprodução