logo

ELEIÇÕES 2022

Deputado Dr. Gimenez destaca implantação de hospital regional em Pontes e Lacerda como prioridade

Em três anos e meio de mandato, o deputado apresenta investimento histórico de mais de R$ 51 milhões na região oeste, dos quais R$ 15 milhões na saúde


Por Rose Domingues Reis Assessoria/Dr. Gimen

img

Assessoria

O deputado estadual Dr. Gimenez (PSD), candidato à reeleição, destacou durante entrevista à Rádio Conti de Pontes e Lacerda, na manhã desta segunda-feira (12.09), a importância da continuidade das suas ações que já resultaram em investimentos de aproximadamente R$ 51 milhões, dos quais R$ 15 milhões para a saúde da região oeste de Mato Grosso.  
 

Para Dr. Gimenez, que é paulista, mas mora na região oeste há 45 anos, dos quais 41 anos dedicados ao trabalho como médico, o atendimento da saúde pública precisa ser descentralizado, já que chegar à capital ou mesmo a Cáceres, não é tão perto. Ele também reforça que a saúde não pode continuar sendo feita por meio da “ambulancioterapia”.
 

“Temos aqui uma ‘capital regional’, por isso a necessidade de haver um hospital com alta resolutividade, já que atendemos índios, bolivianos, todo povo lacerdense e as cidades próximas. Só na cidade são quase 50 mil habitantes, além disso, um hospital de maior porte, com todas as especialidades, hemodiálise, banco de sangue e centro de imagem, vai desafogar o Hospital Regional de Cáceres e, com isso, melhorar o atendimento à população, e ainda vai deixar para Cuiabá apenas a altíssima resolutividade”, explicou o deputado.
 

Sobre as propostas de mandato, Dr. Gimenez pontua que é fundamental apoiar a agricultura familiar, que efetivamente coloca alimento na mesa da população, fortalecendo os incentivos, bem como a continuidade na política de modernização das escolas, com melhorias estruturais e a qualificação dos professores. Outro ponto é o investimento na área de infraestrutura, que vai garantir asfaltamento aos municípios da região.
 

“O alinhamento com o atual governo estadual, com o governador Mauro Mendes, e com os colegas parlamentares estaduais, a bancada federal, e principalmente com a base de lideranças nos municípios, garantiu que pudéssemos trazer esse volume de recursos para a região, instalar 10 leitos de UTI no Hospital Regional de Cáceres e outros 10 leitos de UTI em Pontes e Lacerda, durante a pandemia, esse trabalho conjunto funciona e precisa ter continuidade”, salienta o deputado.
 

Na prestação de contas do trabalho, Dr. Gimenez explica que tem emendas parlamentares pagas em todos os 22 municípios da região oeste. Outro ponto positivo é que, mesmo durante a pandemia, o deputado continuou trabalhando ativamente como membro da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa [a qual hoje ele preside] que teve papel decisivo para acompanhar as ações do governo e garantir a estrutura necessária de atendimento à população.
 

“Quero chamar atenção para as 40 leis da minha autoridade que foram sancionadas, mais que quantidade de proposições apresentadas, temos uma excelente qualidade técnica do nosso trabalho que se destaca na Assembleia Legislativa”.
 

Dr. Gimenez salienta sobre a importância do voto útil nas eleições, diz que aprendeu muito nesses quase 4 anos de trabalho, ou seja, “já sei o caminho das pedras, mostrei serviço, e hoje sei dialogar com a equipe de governo, acompanhar, cobrar. E como candidato da região, que reside na região, estarei sempre em contato direto com os cidadãos. Sempre digo que errar voto não traz erros, mas consequências”.


INADEQUADA

Sem estação de tratamento, moradores recebem água “barrenta” em Figueirópolis d’Oeste

Diversos moradores estão revoltados e indignados após o prefeito contratar uma empresa por quase R$ 18 milhões para instalação de energia solar.


“MENINA MOÇA”

Com o apoio dos parlamentares Carlos Avallone e Ulisses Ferreira, projeto social é resgatado em Araputanga

O projeto foi reiniciado após mais de 20 anos, com a aula inaugural nesta terça-feira (23), na Comunidade de Farinópolis.


CASO DE POLÍCIA

Adolescente é morta a facadas em Porto Esperidião

A morte aconteceu após o grupo suspeitar que a vítima fosse informante da polícia.

Ver mais

O que é Urgente, não pode esperar! Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba alertas de notícias.