logo

“DE MÃOS ABANANDO”

Lei que aumentou salário do prefeito de Araputanga deverá ser alterada após recomendação do Ministério Público

A suspensão do aumento é mais uma derrota para Enilson Rios, que, através da vereadora Cléo Camargo, já tentou garantir no seu mandato 13º salário e férias.


Por Redação Popular Online

img

Enilson Rios — prefeito do município de Araputanga. (Foto: Popular Online)

A Lei Municipal n.º 1.597/2023 que aumentou o subsídio (salário) do prefeito do município de Araputanga, Enilson de Araújo Rios (Solidariedade), deverá ser alterada após recomendação do Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MP-MT), diante de vício de iniciativa e violação aos princípios da legalidade e separação dos poderes.

 

Após denúncia, o Ministério Público, através da 1ª Promotoria de Justiça de Araputanga, reconheceu que o chefe do Poder Executivo violou as separações dos poderes ao propor o aumento de seu próprio salário e aos agentes políticos do município, através do Projeto de Lei 1.861/2023 protocolado na Câmara Municipal em 13 de fevereiro de 2023.

 

O projeto do prefeito chegou a ser aprovado em sessão ordinária na Câmara Municipal, no dia 15 de fevereiro, dois dias depois de protocolado. Durante a sessão, somente os vereadores Ulisses Ferreira (PDT) e Sandra das Botas (União Brasil) votaram contra o aumento do salário do prefeito, vice-prefeito e secretários municipais.

 

A partir da denúncia, o Ministério Público instaurou procedimento administrativo e encaminhou, no dia 08 de maio, a Notificação Recomendatória n.º 08/2023 ao prefeito Enilson Rios, recomendando a retirada da expressão “e aos agentes políticos”, inserida na parte final do artigo 1º da Lei Municipal n.º 1.597/2023, suspendendo o aumento real diante do vício de iniciativa e da separação aos princípios da legalidade e separação dos poderes.

 

A alteração da Lei recomendada pelo Ministério Público não prejudica o aumento aos servidores públicos da Prefeitura de Araputanga. Enilson Rios acatou através do Ofício n.º 196/2023/GAB/PMA a recomendação do órgão fiscalizador para suspender o aumento de seu próprio salário e de agentes políticos no dia 05 de junho, porém, não encaminhou o projeto de alteração para apreciação e votação pela Câmara de vereadores.

 

Mediante a ineficiência administrativa e amparado pela recomendação do Ministério Público, o vereador Ulisses Ferreira (PDT) protocolou o Ofício Circular n.º 03/2023/CMA na Câmara Municipal, solicitando ao presidente do Poder Legislativo a elaboração de Projeto de Lei para corrigir a irregularidade cometida pelo prefeito.

 

A ação do parlamentar resultou na elaboração do Projeto de Lei 1.927/2023, que deverá ser apreciado e votado em sessão ordinária nesta segunda-feira, 16 de outubro.

 

13º e férias

A suspensão do aumento é mais uma derrota para Enilson Rios, que, através da vereadora Cléo Camargo (Solidariedade), tentou garantir por meio do Projeto de Lei n.º 1.834/2022 o pagamento de 13º e férias ao prefeito.

 

Na época, Cléo Camargo propôs em seu projeto que ao entrar em gozo de férias, o prefeito teria direito a receber o valor integral do seu subsídio (salário), acrescidos de 1/3 (um terço), sendo as despesas a serem pagas com dotações orçamentárias próprias.

 

A iniciativa da vereadora Cléo Camargo foi considerada imoral pela vereadora Sandra das Botas e o projeto foi rejeitado por todos os vereadores durante sessão ordinária realizada em novembro do ano passado.

 

Atualmente o prefeito Enilson Rios recebe pela prefeitura R$ 21.010,13 (vinte e um mil, dez reais e treze centavos). O valor é mil por cento acima da média salarial no município, conforme dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a média salarial é R$ 2.100,00 (dois mil e cem reais) em Araputanga.

 

Matérias relacionadas

• Vereadora quer garantir pagamento de férias e 13º salário ao prefeito de Araputanga

• Vereador Ulisses oficializa denúncia para “derrubar” aumento de salário de prefeito, vice e secretários

• Após denúncia, Ministério Público recomenda prefeito de Araputanga alterar Lei que aumentou seu próprio salário

 

FALE COM O POPULAR ONLINE

Para falar com a redação do Popular Online, mande uma mensagem pelo WhatsApp. Curta o nosso Facebook e siga a gente no Instagram.


R$ 2 MILHÕES

Tribunal de Contas mantém suspensa licitação suspeita de direcionamento em Araputanga

Conforme o TCE-MT, o processo licitatório suspeito refere-se à aplicação de microrrevestimento asfáltico em ruas e avenidas, no montante de R$ 2 milhões.


MATO GROSSO

CDL oferta mais de 900 vagas para curso gratuito de capacitação em empreendedorismo

As inscrições podem ser realizadas por meio do site, onde, também, estão as informações sobre os municípios atendidos, junto com as datas de início de cada turma.


ACIDENTE FATAL

Jovem morador de Lambari D’Oeste morre vítima de atropelamento

Motociclista foi encontrado caído na MT-170, já sem vida.

Ver mais

O que é Urgente, não pode esperar! Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba alertas de notícias.